Asset

3º Seminário Cultura do Acesso discute acessibilidade como política institucional em mesa de abertura

A abertura recebe o secretário da Cultura do Ceará, Fabiano Piúba, e convidados como Eduardo Saron, Danilo Miranda e Luisa Cela. O encontro será transmitido às 18h no Youtube da Secult Ceará

Refletir sobre a acessibilidade na formação artística e no consumo cultural é propósito fundamental para o Seminário Cultura do Acesso, que realiza sua 3ª edição em 2022. Entre os dias 4 e 9 de abril, o evento contempla atividades virtuais e presenciais, entre elas mesas, painéis e oficinas, além de apresentações artísticas de música e dança. Nesta segunda-feira (4), o secretário da Cultura do Ceará, Fabiano Piúba, realiza sua fala oficial de abertura da programação, seguido da mesa “Acessibilidade como política institucional”. A transmissão ocorre através do Youtube da Secult Ceará, a partir das 18h.

A mesa reúne os convidados Eduardo Saron, diretor do Itaú Cultural, e Danilo Miranda, diretor do Serviço Social do Comércio (Sesc/SP), organizações que são referência na prática de acessibilidade em seus editais e ações. O encontro também conta com a presença da gestora cultural, Luisa Cela, e mediação da consultora em acessibilidade e curadora do evento, Daina Leyton.

Como espaço para fomentar o debate acerca da cultura de acessibilidade e o acesso à produção cultural local, o Cultura do Acesso também promove o lançamento da “Cartilha de Formação em Acessibilidade Atitudinal”, na quarta-feira (6/4) às 16h no Centro Cultural Porto Dragão. Representantes da Secult Ceará, da Biblioteca Estadual do Ceará (BECE) e do Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) participam de bate papo sobre sua construção e a importância da utilização pelos equipamentos e produtores. As inscrições seguem abertas através da plataforma Sympla.

Em eventos presenciais, é necessário apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 e o uso de máscara. O limite de pessoas varia de acordo com a capacidade do equipamento e as normas sanitárias vigentes. 

Com o tema “Acessibilidade e Cultura – Entre o Direito e o Acesso”, o 3º Seminário Cultura do Acesso faz parte do programa Percursos (In)Formativos, agenda da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), através da Coordenadoria de Artes e Cidadania Cultural e do GT de Acessibilidade Cultural, e conta com articulação da Rede Pública de Equipamentos Culturais.

AGENDA FORMATIVA

Além das discussões que acontecem nas mesas e painéis do evento, a programação visa promover a produção e difusão de conhecimento através da realização de oficinas abertas ao público, em formato virtual e presencial. Para garantir a participação, é necessário se inscrever em sympla.com.br/percursosinformativos.

Na terça-feira (5), das 10h às 12h, na oficina “Programação, música e arte”, o facilitador Paulo Victor Loureiro propõe a criação de games e aplicativos que usem a música e a arte para proporcionar acessibilidade. A oficina se dará de forma virtual por meio de videoconferência, expositiva e dialógica.

Já na quarta (6), a oficina “Festejos Populares Acessíveis” conta com a presença de André Ramos, saxofonista, arranjador e compositor da Orquestra Voadora (RJ). A oficina abordará a formação do núcleo de acessibilidade do grupo, que desde 2018 atua concepção de espetáculos de rua no Rio de Janeiro e em São Paulo. O encontro também acontece em plataforma online, a partir das 10h.

Na quinta (7), o Centro Cultural Porto Dragão recebe a atriz e diretora Aline Gomes (RJ) para a realização da oficina presencial “Acessibilidade cultural e o teatro”, que tem como objetivo abordar as diversas formas de tornar o teatro acessível às pessoas com deficiência, criando condições para a fruição sensorial de espetáculos teatrais.

Na sexta (8), o artista, educador e produtor cultural Leo Castilho (SP) ministra a oficina “Festas Multissensoriais”, visando promover experimentação, reflexão, conhecimento e um contato multissensorial como olfato, paladar, tato, visual e audição. A formação ocorre presencialmente no Teatro B. de Paiva, no Centro Cultural Porto Dragão.

Por fim, no sábado (9), serão realizadas duas oficinas presenciais. Às 10h, Camila Delfino e Amanda Lioli ministram a oficina “Brincadeiras e narração de histórias como metodologia” na Biblioteca Pública Estadual do Ceará (BECE), buscando trabalhar as possibilidades que a brincadeira e o pensamento criativo das narrativas tradicionais abrem enquanto aprendizagem de conteúdos específicos. 

Já no Centro Cultural Porto Dragão, às 13h, a oficina “Desenvolvimento de Modelagem Acessível em Malharia” recebe a facilitadora Fabíola Mourão para repassar metodologias para o segmento de moda acessível, utilizando aviamentos e acabamentos que melhorem o design, a usabilidade e a autonomia.

A programação completa do 3º Seminário Cultura do Acesso pode ser conferida no Instagram @percursosinformativos e no site www.percursosinformativos.com.br 

SERVIÇO

Abertura do 3º Seminário Cultura do Acesso

4 de abril, segunda-feira, das 18h às 20h

Evento híbrido, com programação virtual e presencial

Transmissão no canal da Secult Ceará no Youtube

Inscrições em oficinas em www.sympla.com.br/percursosinformativosMais informações em @percursosinformativos no Instagram e no site www.percursosinformativos.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support